Vidráguas a Fernando Pessoa, o Mestre dos mestres. Hoje, o meu dia poesia é dele! <3!

EU SOU UMA ANTOLOGIA

Eu sou uma antologia.
Escrevo tão diversamente
Que, pouca ou muita valia
Dos poemas, ninguém diria
Que o poeta é um somente.
……

Depois para si o poeta
Deve ser poeta também
Se ele não tem a completa
Diversidade
Não é poeta, é só alguém.

Eu graças a Deus não tenho
Nenhuma individualidade
Sou como o mundo (…)

13-12-1932

Pessoa por Conhecer – Textos para um Novo Mapa . Teresa Rita Lopes. Lisboa: Estampa, 1990. – 94.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *