Que a poesia siga iluminando passos, enlaçando corações e arvorecendo-nos a melhores dias feito este poema de Adriano Nunes. Feliz Natal! Boas festas a todos e voltamos em 2015! “Natal” Há os que precisam de mais Há os que precisam de modos Há os que precisam de mundos Há os que precisam de meios Há […]

Leia mais →

Naqueles natais não havia peru defumado, o irmão matava o bicho e tomava um gole de cana, papai pegava “barba-de-velho” para fazer o presépio, missa do galo, bonecas de pano, jogo de botão, bolinhas de gude. Não, não é um poema sentimental. Talvez nem seja um poema. Almejava um texto satírico (Ou estóico.) Queria desdramatizar […]

Leia mais →