NADA tudo é grana o que liberta e encana tudo é grana do que consome e vende drogas tudo é grana do alimento assaltado ao mercado abonado tudo é grana da cruz da mala à testa sou poeta minha bala é de tinta imagens, de fogo e coração que arde Lib(v)erdades! Carmen Silvia Presotto – […]

Leia mais →

Há o que há… Os dias são tecidos de eus há momentos vazios há momentos habitados Os dias são fragmentos vividos há tempo em que estou há tempo em que me observam Os dias e o tempo são instantes do invisível há vento que me embalam há ventos que me desertam Os ventos são o […]

Leia mais →

Recado aos Amigos Distantes Meus companheiros amados, não vos espero nem chamo: porque vou para outros lados. Mas é certo que vos amo. Nem sempre os que estão mais perto fazem melhor companhia. Mesmo com sol encoberto, todos sabem quando é dia. Pelo vosso campo imenso, vou cortando meus atalhos. Por vosso amor é que […]

Leia mais →